Será que os problemas são mesmo um problema?


No último fim de semana, tomado por um momento de plena nerdice, fui assistir Os Vingadores. Aliás, adoro filmes que nos possibilitam momentos de leveza ao nos fazer colocar de lado o senso de realidade e a razão, porque caso tenhamos um

a postura contrária, podemos detestar o filme e só perder tempo no cinema. Enfim, só queremos curtir a fantasia e relaxar.


Bom, mas o que interessa neste texto, é que lá para o fim do filme um dos personagens comenta que tudo na vida é passageiro, ao que o seu colega responde: menos os problemas!


Na hora pensei: é verdade, resolvemos um problema e logo surge outro, ou então, passamos a focar um já existente, é um ciclo que não tem fim.


Só que esse pensamento não veio a mim com ar de lamentação, ele me fez lembrar de algo que já escrevi, que é sobre lutar em uma batalha que não se pode ganhar. O que quero dizer é que podemos ficar tentados a querer viver sem problemas ou aguardar a resolução deles para termos bem-estar, mas isso é quase como optar por viver sofrendo, já que tudo na vida é passageiro, menos os problemas.


Então, não é só em um filme comercial que devemos ter leveza (e não escrevo isto de maneira alguma como crítica a estes filmes), mas é com a nossa própria vida, porque já sabemos da ladainha: dinheiro é difícil de ganhar, alguns cônjuges traem, alguns políticos roubam, preços aumentam, há transito intenso, violência, falsidade, doenças, morte, etc.


Quando penso que a batalha dos problemas não ganhamos, talvez porque são intermináveis, não me refiro a nos rendermos à passividade ou a ficarmos acostumados com eles. Mas acredito que uma mudança de visão pode ser extremamente benéfica: entender problemas simplesmente como exercícios que nos fortalecem, pois qual será o resultado se os olharmos como eternos obstáculos?


Confiantes e fortalecidos não necessariamente solucionaremos os problemas, mas os compreenderemos de maneira mais adaptada à nossa condição. Assim melhor os analisamos e enfrentamos.


Claro que estas palavras não são fórmula de nada. Contudo, podemos observar que não são necessariamente os problemas que são os problemas, mas sim a forma como optamos por os entender.

#Estresse #Superação #Ansiedade #Problemas

Featured Posts
Posts em breve
Fique ligado...
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square